Menus de configuração no Painel de Administração

acelere sua carreira

Carreira

Por que precisamos de mais mulheres em cargos de liderança?

Por: Equipe Instituto Acelere 5 de janeiro de 2017


Em um mundo ideal, gênero não determinaria as chances de uma pessoa se tornar uma grande líder. Sabemos, porém, que nossa sociedade está muito distante desse ideal. Isso significa que, infelizmente, quando se trata de ocupar cargos de liderança, mulheres não só não recebem o mesmo encorajamento que seus colegas homens como muitas vezes são desencorajadas, pela empresa ou até pela família. A grande questão é: se mulheres são tão qualificadas quanto homens para assumir cargos de liderança, o que as impede de chegar lá?

A verdade é que não existe uma resposta simples para essa questão. Contudo, existe um aspecto muito importante que deve ser considerado: mulheres tendem a apresentar uma visão abrangente da liderança. Enquanto a tendência é que homens analisem a carreira mais centrados no retorno financeiro, mulheres costumam levar em consideração todo o impacto que a carreira terá na vida pessoal. Então, não basta apenas o retorno financeiro. Leva-se em consideração se o cargo almejado tem conexão com seus valores e propósitos de vida, além do impacto em seus colegas de trabalho e em toda a dinâmica da rotina. Ao mesmo tempo que essa postura pode afastar (ou atrasar) a chegada de mulheres ao poder, ela é, provavelmente, um dos pontos mais vantajosos, uma vez que elas chegam a cargos de liderança, pois tendem a assumir responsabilidades de forma mais efetiva e completa.

Aqui, vamos destrinchar o que caracteriza essa visão abrangente de liderança. Em primeiro lugar, a valorização do equilíbrio entre a vida profissional e a pessoal, além da empatia e da capacidade de serem boas ouvintes. Por causa dessa soma, funcionários tendem a sentir mais liberdade para conversar sobre assuntos delicados com chefes mulheres. Essa liberdade favorece um ambiente amigável e mais aberto para conversas. O que nos leva a outro aspecto: a aptidão para ajudar colegas no desenvolvimento de suas habilidades e potenciais, justamente pela boa comunicação que conseguem com a equipe.

E é claro que não dá para falar em liderança sem citar trabalho em equipe. Mais um aspecto em que mulheres se destacam é a capacidade de trabalhar em equipe de maneira mais eficaz que líderes homens, pois, de modo geral, tratam o ambiente de trabalho de maneira mais cooperativa e menos autoritária. Dessa forma, todos os envolvidos realmente têm a chance de sentir que fazem parte de uma equipe. O que ajuda neste caso é o fato de contarem com o que chamamos de inteligência emocional, ou seja, habilidade de identificar as próprias emoções e as de outras pessoas, sendo capazes de lidar com elas. Além disso, não costumam deixar que o próprio ego interfira em suas decisões, em geral fazendo escolhas de maneira realista e flexível, pois apesar de sempre levarem em consideração o melhor para a empresa, também sabem que os funcionários exercem papel fundamental em seu bom funcionamento.

Por último, a capacidade de lidar melhor com crises ao enxergá-las como oportunidades para vencer desafios. Todos os motivos citados anteriormente justificam essa vantagem: uma crise é muito mais administrável quando se tem na liderança uma pessoa capaz de dialogar com a equipe sem perder o foco no que é melhor para a empresa. Tudo isso ainda tem um bônus: mulheres tendem a fazer tudo isso parecer alcançável, pois não encaram as crises pelo viés do problema, mas sim da solução. Dessa forma, são capazes de inspirar equipes inteiras.

Dito tudo isso, fica claro que certamente não é a falta de habilidades, experiência ou competência que determina a falta de mulheres ocupando mais cargos de liderança. Muito pelo contrário: muitas vezes, a qualificação é evidente. Contudo, essa é uma questão muito mais profunda e estrutural, que envolve não só o indivíduo, mas toda a sociedade.

Se você é mulher e tem interesse em se aprofundar no assunto, conheça ferramentas práticas e soluções de como crescer dentro da sua empresa enfrentando as dificuldades de ser mulher no ambiente profissional, sem deixar as outras áreas da sua vida prejudicas. Acesse o Portal No Dia a Dia e confira o curso “Como acelerar o crescimento profissional feminino” da Joyce Moyses.


Plano de Carreira - Instituto Acelere
Assista aos Trailers dos nossos cursos online.

Posts Relacionados





(2) Comentários

  1. Bom dia, Arthur!
    Estou aposentada por tempo de serviço! Sempre estive na liderança! Aprendi a usar a inteligência emocional, superando inúmeras dificuldades! Sempre tratei com respeito tanto os subordinados quanto os superiores, sem deixar de mostrar quando o que era proposto não era o melhor! Venci a primeira fase!
    Agora, aos 62 anos, saudável e com uma enorme bagagem de resiliência e conhecimento, estou me preparando para ser uma Palestrante de Sucesso!!!
    Conto com seu apoio!
    Abraços!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Template Design © VibeThemes. All rights reserved.

Menus de configuração no Painel de Administração